Meu primeiro livro virtual

quinta-feira, 23 de junho de 2011

" Homossexualismo: evolução da espécie ou erro de Deus"


Homossexualismo: evolução da espécie ou erro de Deus?


Nos dias atuais, muito se fala sobre os direitos das pessoas do mesmo sexo que formam um casal, de terem uma situação civil que lhes determinem direitos e deveres, já que proverão um patrimônio comum e deverão ter o respeito da sociedade à qual pertencem.
Não fora, acho, a situação vista pelo prisma religioso, não haveria maiores problemas posto que a sociedade se organiza por um arcabouço de leis que lhe oriente a atividade, a dinâmica social, a interação.
-Bem, mas quando se fala em casal se fala em família?
-Sim, fala-se em família e é só ver o que fala o mestre Aurélio: Pessoas unidas por laços de parentesco, pelo sangue ou por ALIANÇA...ipso facto!
Mas voltemos às questões religiosas: elas dizem que Deus criou o homem e a mulher para que repovoassem a terra pela procriação e c’est finit. Tudo o mais é safadeza porque como dois....um menino e uma “ menina” poderão procriar?
Como pode ser safadeza?
Alguém, sabendo de antemão que viveria em uma sociedade sendo marginalizado, muitas vezes perseguido física e moralmente iria ESCOLHER ser homossexual?
Então o que há é muito discurso e em todos os tratados encontra-se o termo ACREDITA-SE ao invés do SABE-SE; realmente o discurso é diversificado e muitas vezes, falta-lhe lógica.
Assim para afastar-me da linha do acredita-se e aproximar –me da do sabe-se, enveredo-me pelas possibilidades levantadas pela ciência e opto por aceitar que a questão é genética; são fatores hormonais que determinam a atração sexual por pessoas do mesmo sexo. Ninguém foi capaz de determinar e isolar tais fatores e fica difícil falar em mutação ou evolução da espécie, mas Cristo, é o que há de mais lógico.
Há quem diga que Deus colocou um espírito feminino em um corpo masculino. Olha, se alguém provar que Deus é Corintiana eu acredito, pois só um danado destes poderia fazer tamanha sacanagem.
Na verdade, nenhuma das teorias para explicar o fenômeno possui raízes muito profundas, mas umas vão mais a fundo que outras. Assim, as explicações que levam a favor da predisposição genética são mais lógicas e passiveis de aceitação.
Existe o homossexualismo no reino dos animais e ai eu pergunto: eles escolheram, fizeram opção por morderem a fronha?
Pesquisas abalizadas mostram que entre os camundongos existe em grande escala e tudo indica que é para evitar a superpopulação. Melhor falar sobre por esse prisma científico do que vir com a prosa de que a ciência não explica o caso à luz da palavra de Deus.
Li de uma lésbica que os pais dela não sabiam da sua condição de homo e que sofria muito pela situação em que vivia, um tormento constante. De um amigo homo ouvi que ele, apesar de ter vencido as primeiras barreiras de rejeição, ainda sofre por não ser aceito em certas mesas. E escolheram viver assim, são safados?
Então, perguntar se uma pessoa tem o direito de ser homossexual me parece perda de tempo, pois ela seria de qualquer forma, tendo ou não direito. Logo, que ela seja com os seus direitos reconhecidos por lei.
Quanto menos o sujeito entende do assunto, quanto mais sem condição de lidar com as diferenças humanas, mais homofóbico ele é e quando a rosca aperta para valer, ele parte para o fundamentalismo religioso.
Como diz um amigo meu: se o meu padeiro me respeita e me entrega um pão muito gostoso, que diferença faz ele, o padeiro, ser vi... homo ou não. Homo é politicamente correto.
Para finalizar essas mal traçadas reitero que não se avalia o caráter de ninguém pela sua condição sexual e reitero mais ainda: não se trata de opção. Ainda acredito mais nessa do que em outra teoria, mas, aposto, é a única que está mais próxima da verdade, A ciência vai prová-lo um dia.

Membro do grupo experimental da Academia Araçatubense de letras, do site aracatubaeregiao.com , da ciadosblogueiros.blogspot.com e Academia Virtual Poética Brasileira

6 comentários:

Rita Lavoyer disse...

Pelo que eu li, percebo que a tua pesquisa é bastante séria e que está em um nível bastante avançado. Já pode começar a defesa da tua tese. Interessar-se por um assunto tem que entrar 'profundamente' nele para investigá-lo e trazê-lo à tona. Foste viril nesta empreitada, meu caro.
Continue se aprofundando no caso, a homonidade digo, humanidade agradece.

Parabéns, gostei demais. Chama a atenção pela forma com que se expressou.

Viva os "homo", pessoas com coragem de ser o que são.

Ventura Picasso disse...

É aluz no fim do túnel. Foi profundo, irmão (HG). Vocês crentes dizem que Deus (c/maiúscula) não erra. Vai daí, meu caro, que o erro está na escrita do livro mais lido (mais impresso) do mundo. No que diz respeito ao caráter, a dignidade aparece com força nos homos assumidos. Pra mim, os enrustidos, são os perigosos. Sexo é poder, violência e loucura. Só os humanos e os golfinhos fazem sexo por 'amor' (tesão).
Abração.

Cidadão Araçatuba disse...

Penso como seu amigo, se o padeiro “queima a rosca” ou não, isso não é problema meu.
Agora muitos homossexuais, não conseguem ser respeitados, pois não respeitam uma linha muito tênue que existe,que diz mais ou menos assim:
-Tá você é assim, mas eu não, quando eles conseguem enxergar, tudo beleza, tudo fica no maior respeito, mas meu amigo, se ignorarem, o bicho pega! No mal sentido mesmo, na porrada!
Tive e tenho vários amigos homo, mas os trato, (e por eles sou tratado) como hetero, sem frescura ou viadagem, não existe nada pior do que uma pessoa que não consegue se conter, não é?
Fora isso irmão. somos todos iguais!
Legal seu post, parabéns!
Abração!

Amanda Lemos disse...

Gostei bastante do Blog.
Muito interessante !

É bom ver a cada dia que passa mais originalidade nessa "blogosfera". :)

Deixo o meu aqui caso queira dar uma olhada, seguir..;
http://bolgdoano.blogspot.com/

Muito Obrigada, desde já !

Beatriz Nascimento disse...

UAU!!! Gostei muito do que escreveu Brito, da forma que tratou do assunto^^.

Espero poder passar aqui mais vezes, finalmente o semestre está acabando e terei tempo para apreciar um texto bom e divertido como o seu.

Abraços

antonio luceni disse...

Caro JH, já discutimos o assunto nos posts do face. De qualquer modo é bom ter homens, héteros e pessoas da sua geração com o intelecto mais aberto para, não só este, vários temas que, por vezes, são ignorados pela sociedade. Gostaria apenas de ressaltar o infeliz comentário do "Cidadão Araçatuba" - não sei o nome porque o omite. TODOS devem ser respeitados, inclusive os "afetados". Sinceramente, acho que deveria mudar de codinome, porque nenhum "cidadão", nada ligado à "cidadania" é resolvido "na porrada". O debate deve estar no nível das ideias.