Meu primeiro livro virtual

domingo, 7 de novembro de 2010

POIS É







Ouvir um mal-informado, um infeliz de pouca cultura falar inverdades, até que dá para aceitar.O que não "desce" é ouvir de pessoas de “ fina stampa” uma avalanche de bobagens e dentre elas: Ah! Em Araçatuba não se faz nada pela cultura e quando se faz é para atender aos interesses de meia dúzia.

Nesse caso, tem mais coisa envolvida... e ela não é boa.

Vejamos uma coisa que não é boa: os interesses menores de políticos menores ainda. O pior é vislumbrar que eles poderão ser atendidos nas suas vergonhosas pretenções, a considerar o que se lê na imprensa.

Quando foi que tanto foi feito pela cultura de Araçatuba, quando foi que os projetos buscaram atender aos interesses da classe menos favorecida, quando foi que ela foi levada tanto à periferia?

Como não sou um Emile Zollá, não farei aqui uma série de J”accuse mas um só: acuso certos políticos derrotados na última eleição que querem se vingar do povo de Araçatuba e região, tirando-lhe um dos raros secretários que realmente está lutando por ele.

Só espero que Deus ilumine mais ainda, pois já o iluminou ao escolher o seu secretário, o QUEM de direito para que não se deixe levar por esses coitados que só pensam nos seus interesses mesquinhos, até porque, de hoje em diante, eles pouco poderão oferecer, haja vista a “expressiva” votação que tiveram.

Então, a culturaça, o projeto guri, o curso de balé, o folclorata, a semana da literatura, os literatos ilustres que estão sendo convidados para palestras, os eventos musicais levados ao povo nos mais diversos locais da cidade, o incentivo aos músicos, artistas plásticos,a perenização de nomes da nossa cultura, como o do maesto Novaes, todos os esforços na recuperação e modernização dos espaços de cultura, o festara que ora terminou e que trouxe magníficas peças, lotando o Thathi Coc quase todos os dias é nada?

Montar uma equipe competente e trabalhadora como a que existe , conhecedora dos mínimos detalhes em todos os segmentos para a administração de uma secretaria de cultura é nada?

PelamordeDeus!

Demitir o secretário da cultura é dizer ao povo de Araçatuba: dane-se.

E isso pode ser fatal, mormente considerando-se que nova liderança política mostra sua mãozinha fora da manga. E o “cara” é bom no que faz. Tenho certeza que ele sabe que uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa e não demitiria um auxiliar competente motivado por questões menores.

O povo de Araçatuba, sobretudo os eleitores conscientes ,que a cada dia aumenta de número, saberá dizer MUITO OBRIGADO ao “quem de direito” se ele mantiver o seu competente auxiliar na administração e deixar que rolem pelo ralo da vida aqueles que só sabem fazer politicalha.

Dizem que político é aquele que faz de cada solução, um problema.

Juris: honest vivere, alterun non laedere, suum cuique tribuere. ( Direito: viver honestamente, não prejudicar ninguém, dar a cada um o que lhe pertence).

Então, dê ao seu secretário o que ele merece por ser competente....pois é.

José Hamilton Brito, membro do grupo expeimental da academia araçatubense de letras

4 comentários:

Lucimara Souza disse...

Obrigada pela participação lá no meu espaço!
Valeu pela nota... rsrs

E essa preocupação com a cultura é a das pessoas inteligentes! Parabéns!

MARTHA disse...

É, MEU AMIGO, INFELIZMENTE A INJUSTIÇA AS VEZES PREDOMINA E OS BONS SÃO PREJUDICADOS.
MAS SEU CORAÇÃO DEFENSOR DA CULTURA E DO PROGRESSO É O MECROFONE E O ALTO FALANTE PREFERIDOS DAQUELES QUE MUITAS VEZES CALA, MAS AO CONTRÁRIO DO DITADO, NÃO CONSENTE...
BJS.

MARTHA disse...

KKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
MECROFONE...É DURO A CEGUEIRA DA VELHICE, KKKKKKKKKKKK
BJS ( APAGAR)

antonio luceni disse...

José Hamilton... você está convidado a participar conosco do encontro de leitura