Meu primeiro livro virtual

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Avelhantar





Viver e não ter a vergonha de ser feliz, assim disse o poeta-cantor.

Mas envelhecer é perder o viço, avelhantar...perder a frescura.

Se bem que tem cada velho fresco por aí....

Uma vida é cheia de tudo; não é vida, quando falta o tudo.

O que é tudo na vida?

Acho que tudo se resume em viver cada minuto como se fosse o último, tendo anseios e tentar vivê-los e se não conseguir , substituí-los por novos....e depressinha.

Continuar buscando aquele sonho . Como na seaara, nem tudo se colhe mas o que se tira dela sempre fortalece e ajuda a viver.

Cantar e cantar e cantar....

Perder o viço...Nada de perder o viço; conservá-lo sempre e há meios interessantes para fazê-lo.

Por exemplo, ter uma religião mas nunca usá-la como uma apólice de seguros; tenha forças para enfrentar as vicissitudes da vida, nunca busque refúgio em nenhuma religião. Tenha uma como meio para alcançar forças e ajudá-lo na busca da felicidade.

Nietzsche disse que quando se olha o tempo como se olha um abismo, o abismo fica de olho em você.

Um erro que todos cometem na vida é procurar um geriátra quando atinge uma idade mais avançada. Há que se procurar um na mocidade, para que ele oriente sobre a melhor maneira de se levar a vida a caminho da velhice.

Penso como o João Ubaldo Ribeiro, este negocio de melhor idade é bobagem, eufemismo tonto: chega-se à velhice mesmo.

Os avanços na tecnologia, na medicina em seus mais amplos segmentos estão à disposição de todos para uma velhice plena de forças e felicidade.

Mais do que manter o seu corpo saudável, mantenha a sua mente. O resto lhe será dado por acréscimo.

Como manter uma mente saudável.?

Primeiro mantendo o corpo e este lhe dará o apoio necessário para lutar. Nas artes em geral você encontrará o alimento para a sua mente.

Não sabe pintar? Tente a escultura. Tem uma voz desgraçada de ruim? Aprenda a tocar violão ou outro instrumento. Na literatura se não gosta de ler, aprenda a gostar.

Não demora esta fazendo poesia, escrevendo crônica ou conto, participando de concursos de literatura, recitando poesias em saraus. Dona Emília Goulart já ganhou concursos e escreveu livro. Está prontinha para a Academia de Letras.

Ganhadoras de concursos temos a Marianice Paupitz, a Wanilda Borghi, a Ana Zaher, o Anísio Canola.

Não vá para o além do combinado sem tentar; lute para ser feliz e quando for, vá com um sorriso no rosto. Coisa mais feia é defunto com cara de tacho.

Quer um exemplo: conheci uma senhora, viúva, à beira da depressão; nada a animava, a motivava. Um dia foi a um destes bailes de terceira idade arrastada por uma amiga. Na segunda vez não foi fácil convencê-la. Ta terceira já foi mais fácil e assim...

Um dia, quando estava saindo para o baile, o filho gritou:

-Mãe, o Tião telefonou. Mãeeeee, quem é o Tião?

-Cuida da sua vida, moleque; ora, mas que diabo!

E o filho viu a mãe indo lépida, com a bundinha arrebitada, ao encontro do baile...ou do Tião.

O sofrimento nos torna amargos, atrapalha a nossa saúde e sozinhos, não conseguimos encontrar nossos Tiãos ou Tianas, que algumas vezes são escolhas pessoais que devemos fazer para viver com dignidade. A solidão, o estar só não se coaduna com o ser social que somos.

Hoje, no mundo, os idosos ultrapassam a cifra de 20% da população e não adianta Estatutos que lhes protejam se não sacudirem o lombo e entrarem na nova era que lhes é apresentada.. É preciso que os idosos sintam a necessidade de defenderem os seus direitos, lutem para serem respeitados

Lute, caso necessite, por um trabalho decente.

Não necessita?

Uai, corra atrás de um bailezinho mesmo que não seja lá estas coisas....será um tanto quanto sacana se você quiser. Mas tudo bem, passa uns tempos no purgatório e zera a conta com Ele.


Hamilton Brito, membro do grupo experimental da academia araçatubense de letras, ciados blogueiros, site aracatubaeregiao.com.br e nova academia virtual poética brasileira


2 comentários:

PIMENTA E POESIA (Maria Tereza) disse...

Qual é a receita para substituir sonhos, depressinha? Já que vc tem uma, que tal compartilhar com seus leitores?

PIMENTA E POESIA (Maria Tereza) disse...

Desculpa...não resisti rsrsrs