Meu primeiro livro virtual

quarta-feira, 24 de março de 2010

SAUDADE DE VOCÊ


Saudade de você



Quando você me olha...
Não consigo me conter.
Vem-me sensação de paz.
Você me faz sonhar
Entrego-me a devaneios
e procuro por todos os meios,
deles , não mais sair.
O brilho das estrelas no seu olhar
Serafins e querubins a cantarem
O canto suave de uma onda do mar
São figuras muito pobres...
De outro modo, deve haver um outro
Outro que revele o sublime que você é.
Não vejo em você o pecado
Não te relaciono com a serpente
Está relacionada com salvação
Mas como disse, são sonhos, devaneios
E eu não encontro os meios
Oh! Deus, eu preciso acordar
Você não é pecado e nem salvação
Para meu erro maior, não é a remissão
Eu fiz da vida o que ela é
Apenas, uma saudade de você.


Hamilton Brito, membro do grupo experimental da academia araçatubense de letras

Um comentário:

Ruliacim disse...

NOSSA...QUE ROMÂNTICO!!!!!
LINDO, MIRTO. PARABÉNS.
BJS, MARILUCI