Meu primeiro livro virtual

terça-feira, 12 de janeiro de 2010

PARA VOCÊ


Verdade, não sei quem você é mas deve existir aqui perto, alguém como você...ou longe, sei lá.

Especial, tem que ser especial...mas como é ser especial.

Poderia começar como Adelino Moreira : " e assim, de retalho em retalho, terminei o meu trabalho, o meu sonho de escultor e quando cheguei ao fim, tinha diante de mim, você,só você , meu amor"

Mas quem sou eu, não é?

Não sou escultor e nem poeta mas sei o suficiente, para dizer que não busco alguém como você...busco você.

Não precisa,da Ana Arósio, ter o rosto; da Lolobrígida, a altura; da June Allyson, o sorriso; da Podestá o porte de raínha ou ainda da Kim Novack, o olhar.

Basta que tenha estes seus olhos sonhadores, este sorriso que Deus colocou em você e a alma de poeta,que eu sei que você tem.

Vamos compor juntos a mais bela poesia de todos os tempos, sem usar rimas pobres ou ricas, intercaladas ou paralelas...ao diabo com elas.

Com erros gramaticais ou não, frases corretamente pontuadas

ou assim-assim,faremos a dois corações a poesia que só Deus fez, quando mandou você para enfeitar este mundo.

Este é o retrato de um sonho, que se materializa quando você está diante de mim.

Há tantos modos de dizer, mas só usarei um: eu amo você.


José Hamilton Brito, membro do grupo experimental da academia araçatubense de letras.


2 comentários:

Rita Lavoyer disse...

Como já disse anteriormente. O texto está magnífico.

Ruliacim disse...

NOSSA!!!!!!!!!QUE ROMÂNTICO!
GOSTEI MUITO DO TEXTO. PARABÉNS.
ANDA INSPIRADO,HEIN!
Bjs, Mariluci